São Fco do Conde: Prefeitura cancela festejos Juninos pelo terceiro ano seguido

2
1205

Em nota a Gestão Municipal informou que a suspensão da festa junina corre por conta da crise econômica

 

Pelo terceiro ano seguido, a cidade de São Francisco do Conde, que fica na região metropolitana de Salvador, decidiu pela não realização de um dos maiores festejos juninos da região metropolitana, e também do recôncavo baiano, o famoso Arraiá do Chico. A administração municipal em nota informou que a suspensão da famosa festa junina corre por conta da crise econômica. Também justificou ainda que segue as recomendações do Ministério Público Estadual relacionadas aos “gastos elevados por parte do município na organização dos festejos juninos e outros eventos similares ao longo do ano”, em cumprimento a Lei de Responsabilidade fiscal.

Veja a nota: 

A Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde vem, por meio desta nota, esclarecer a população franciscana acerca da não realização da edição 2018 do Arraiá do Chico. O evento junino, promovido pela administração municipal, vem enfrentando nos últimos anos dificuldades para sua realização, principalmente pelos efeitos da crise econômica que assola todo o país e gera impactos diretos na arrecadação dos municípios, como pelas orientações dos órgãos de fiscalização, a exemplo do Ministério Público, conforme Oficio nº 111/2018/01ª PJSFC, entregue à gestão municipal no último dia 17 de maio de 2018, recomendando que o gestor “se abstenha de realizar gastos elevados por parte do município na organização dos festejos juninos e outros eventos similares ao longo do ano”.

Desde o ano passado, a Prefeitura Municipal vinha discutindo e trabalhando um formato diferente para a viabilidade do evento junino, em que a captação de recursos fosse a propulsora de sua realização e sustentabilidade. Esse trabalho da gestão, em adotar novos perfis de projetos para a realização de eventos, traduz-se claramente com as ações do carnaval, tanto de 2017 quanto de 2018, e também da Lavagem da Conceição da Praia do ano passado, entre outros eventos, em que parte dos custeios veio de investimentos do Governo do Estado, garantindo, assim, o cumprimento do Calendário de Eventos do Município.

“Queremos garantir que todo o evento que possa existir neste município seja sustentável, porém, quando iniciamos o Plano de Captação no ano passado, o qual já estava aprovado, percebemos que o recurso captado não garantiria a sustentabilidade do evento. Ou seja, o investimento que teríamos que fazer seria maior que o retorno esperado”, lamentou a secretária de Turismo de São Francisco do Conde, Ússula Flávia.

O prefeito da cidade, Evandro Almeida, também lamentou a falta de viabilidade econômica para o festejo e apontou outros fatores que vêm prejudicando sua realização. “Estamos imbuídos num esforço coletivo de tornar esta cidade sustentável e isso também vale para a realização dos nossos eventos, mas, além de termos tido uma queda de receita, que vem se apresentando gradativamente, precisamos avaliar o que era mais importante para o povo franciscano. Eu gostaria muito que a edição 2018 do Arraiá do Chico acontecesse, como os demais membros da gestão e da própria cidade também, mas não seria justo com o nosso povo cortar despesas prioritárias para fazer festa. Estamos enfrentando muitos desafios, como a maioria das cidades desse país, os quais ocasionaram, inclusive, em cortes no quadro de pessoal da Prefeitura, então, precisamos utilizar com eficiência os recursos que temos. Eu tenho a certeza que os franciscanos entendem e apoiam esta decisão”, destacou o prefeito.

Vale salientar que, independente do cancelamento do São João 2018, a Prefeitura de São Francisco do Conde, em especial as secretarias ligadas diretamente ao festejo junino, já trabalham na perspectiva da realização da edição 2019 do Arraiá do Chico, com prospecções junto às iniciativas público-privadas.

A Prefeitura agradece a compreensão de todos.

Prefeitura de São Francisco do Conde
Onde Tem Franciscano, Tem Trabalho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 COMMENTS

  1. É uma piada ver essa materia. Uma cidade rica como essa, arecardou quase 55milhoes em abril e alega crise? Onde essa galera ? colocou esse dinheiro? Demitiu 1.600 funcionarios e nao tem dinheiro em caixa? Nem readmite nem tem festejo pta quem ta desempregado ganhar dinheiro. Que tristeza isso. Ministerio público tem que averiguar isso de perto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here