Vitória vence Ponte Preta fora de casa e se afasta do Z4

0
692

O jogo foi no Moisés Lucarelli, no encerramento da 31ª rodada da Série B

 

A Ponte Preta deu adeus as chances de conquistar o acesso à elite do Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo (27 de outubro) ao perder para o Vitória, por 2 a 1, em pleno Moisés Lucarelli, no encerramento da 31ª rodada da Série B.

Sem ganhar há quatro jogos, a Ponte estacionou nos 41 pontos e está na décima colocação. Por outro lado, o Vitória chegou aos 36 e subiu para o 15º lugar, abrindo quatro de vantagem para o Figueirense, que abre a zona de rebaixamento.

O time paulista jogou com um homem a mais durante 65 minutos e acertou três vezes a trave de Martín Rodríguez. Após a partida, torcedores se envolveram em confusão com a Polícia Militar do lado de fora do Majestoso.

A Ponte foi prejudicada pela arbitragem logo aos cinco minutos, quando Carleto empurrou Vico dentro da área. O cearense Adriano Barros Carneiro mandou o lance seguir. Com muitos passes errados, principalmente pela Macaca, a partida começou fraca.

O que já era ruim ficou ainda pior aos 18. Wesley recebeu de Carleto, a zaga parou impedimento e viu o atacante finalizar forte. A bola bateu no travessão antes de entrar. Logo depois, Vico soltou a bomba e só não empatou porque acertou a trave.

Aos 27, Diego Renan chutou de longe e Martin Rodríguez espalmou. No lance seguinte, Léo Gomes recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o Vitória com um homem a menos. E quase que o Leão amplia. Carleto cobrou falta e Zé Ivaldo não conseguiu desviar de cabeça.

Insatisfeita com o péssimo futebol apresentado pelo time comandado por Gilson Kleina, a torcida pontepretana não poupou críticas aos jogadores assim que o árbitro apitou o final do primeiro tempo. Muitos xingamentos direcionados, inclusive, ao treinador.

Na volta do intervalo, Gilson Kleina colocou o lateral Arnaldo e o atacante João Carlos nos lugares de Diego Renan e Lucas Mineiro, respectivamente. No primeiro minuto, os pontepretanos voltaram a reclamar de um pênalti não marcado em cima de Marquinhos.

A Macaca não conseguia furar o bloqueio feito pelo Vitória e abusava dos cruzamentos. Aos 12, Vico soltou a bomba de fora da área e viu a bola explodir no travessão de Martín Rodríguez. Na sequência, João Carlos cabeceou e o goleiro espalmou para escanteio.

Aos 24, Zé Ivaldo tocou com a mão na bola dentro da área e o árbitro assinalou pênalti, convertido por Roger, que soltou a bomba no meio do gol. A virada só não veio aos 30 minutos porque João Carlos acertou a trave de Martín Rodríguez.

A pressão alvinegra continuava. Aos 40, Roger recebeu de Renato Cajá e bateu por cima. Já nos acréscimos, Felipe Garcia fez jogada individual e rolou para Jordy Caicedo colocar o Vitória novamente na frente do placar.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 32ª rodada. A Ponte Preta encara o América-MG, às 19 horas, na Arena Independência, em Belo Horizonte, enquanto o Vitória recebe o Figueirense, às 16h30, no Barradão, em Salvador.

 

 

MELHORES MOMENTOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia Mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here