Como Correr: Na chuva e no frio

0
283

O primeiro passo é sempre o mais difícil. Siga as dicas e coloque a mente e o corpo em dia, independente das condições climáticas

 

Condições climáticas adversas não devem abalar o ânimo, nem o ritmo de treino, mas os cuidados para correr no inverno precisam ser redobrados. Corredores devem priorizar três coisas: proteção, hidratação e aquecimento.

Na chuva: A chuva não precisa ser um empecilho para a atividade física, desde que alguns conselhos sejam respeitados:

  • Evite lugares desconhecidos: alguns lugares têm buracos escondidos por poças d’água. Estes obstáculos, quando não evitados, podem causar entorses de tornozelo e problemas no joelho. Evite também terreno irregular.

 

  • Postura: para fugir da água que vem em direção ao rosto, a recomendação é abaixar a cabeça e inclinar o tronco para frente.

 

  • Aquecimento: um bom aquecimento é fundamental. Esquentar o corpo previamente garante melhor desempenho. Não esqueça: ao final do treino, troque rapidamente as roupas molhadas, para não deixar o corpo frio.

 

  • Acessórios: Fique visível. Use roupas coloridas e/ou material refletivo que possa ser visto por motoristas. Também são aconselhados: um casaco impermeável, um boné para facilitar a visão e meias com tecnologia dry-fit.

 

  • Hidratação: mesmo sob chuva, o corpo perde líquidos através da transpiração e precisa de reposição adequada.

 

  • Não corra se estiver relampejando.

 

 

No frio: Durante o inverno, para vencer as baixas temperaturas, o corpo precisa trabalhar mais para produzir calor e por isso, a queima calórica é maior. Agora que você já está motivado, vamos às dicas:

  • Cuide da sua saúde: a queda da temperatura corpórea aumenta o nível de atividade das células de defesa do corpo, portanto, não se preocupe: sua saúde está a salvo desde que seu sistema imunológico esteja equilibrado através de uma boa alimentação.

 

  • Aquecimento: no frio, temos o costume de nos encolher, ficamos mais tensos, o que pode causar contrações musculares e até desvios posturais que causam dor e desconforto. Previna: aquecimento no início do treino e um bom alongamento no final.

 

  • Vista-se de forma apropriada: cubra as extremidades do corpo (mãos, orelhas, cabeça), pois durante o exercício, o sangue tende a irrigar mais os músculos envolvidos na corrida, deixando a periferia com baixa oxigenação.

 

  • Hidratação: mesmo no inverso, quando a sensação de perda líquida é baixa, a reposição de líquidos é fundamental.

 

 

O primeiro passo é sempre o mais difícil. Siga as dicas e coloque a mente e o corpo em dia, independente das condições climáticas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cardiomed

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here